Às vezes é bom e necessário mudar de ares. Melhor ainda se for um lugar tranquilo e com gente que gostamos muito. Pensando nisso, eu e meus comparsas (Laura, Nanda, Jef e Duda) resolvemos passar o dia no meio do caminho para a Serra. Depois de muito adiar, finalmente fomos conhecer o Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro Ling de Três Coroas. O dia, apesar de frio, estava lindo e deixou o lugar ainda mais colorido.

O local fica bem em cima do morro, o que deixa uma vista linda do vale. Além de colorido, o clima zen faz qualquer um baixar o ritmo alucinado com que passamos a semana. Para entrar no templo é preciso tirar os sapatos e somos convidados a assistir um vídeo contando um pouco da história do lugar e das tradições budistas. Infelizmente não é possível fotografar o interior, mas garanto que é lindo, muito colorido e transmite uma paz incrível. Até a Duda ficou em silêncio, assistiu ao vídeo e caminhou observando as pinturas. Ao lado, fica a lojinha com lembranças que, é óbvio, nós compramos, afinal, no dia seguinte era Dia das Mães.

Essa segunda construção se chama Terra Pura de Guru Rinpoche, o fundador do local. Segundo o vídeo, Rinpoche fez este prédio baseado na sua residência no Tibet, reproduzindo os mínimos detalhes. Por todos os lugares encontramos bandeiras coloridas. Elas são bandeiras de orações e os budistas acreditam que o vento que bate nelas espalha pelo ar as orções que estão escritas nas mesmas. O efeito é lindo.

Ao lado do templo principal, estão as rodas de oração, que giram o tempo todo, espalhando as orações e boas energias pelo mundo. Segundo a tradição, deve-se circular em sentido horário em volta dos monumentos para atrair coisas boas. Todas as construções foram pintadas à mão por um tibetano que veio especialmente para fazer o trabalho e acabou se estabelecendo aqui.

A dica é ir aproveitar a tarde no lugar, sem pressa. Apesar do horário de fechamento ser meio cedo (16h30), dá pra curtir o pôr-do-sol com vista para o vale. Como não podia deixar de ser, aproveitamos para fazer um piquenique nesse clima zen e com a proteção de Buda.

Quem quiser saber mais sobre o budismo e sobre o lugar pode visitar o site oficial clicando aqui. Gostei muito de poder compartilhar esse momento com meus amigos e minha filha. Foi um passeio que ela gostou e acho importante mostrar outras culturas para os pequenos desde cedo. Vale o passeio, papais!

Anúncios