Já que já falei da nossa viagem para Três Coroas para conhecer o Templo Budista e ontem comentei sobre o livro Comer, Rezar, Amar, hoje o post é sobre a parte “comer” do programa. Quando resolvemos fazer o passeio para o Templo, a Laura sugeriu que almoçássemos num restaurante de comida tibetana. Já comi comida chinesa, japonesa e adoro indiana, mas nunca imaginei que fosse experimentar a culinária tibetana. Olhamos o mapa, estudamos o cardápio e, claro, nos perdemos antes de chegar. Devido ao adiantado da hora quando finalmente chegamos ao Tashi Ling, não havia fila, então não usamos a charmosa área de espera.

O ambiente nos impressionou bastante logo que chegamos. Parece que cada detalhe foi especialmente pensado para criar o clima e deixar uma sensação de paz no ambiente. Parece não, foi, já que o proprietário é um tibetano que veio especialmente para fazer a pintura do Templo e resolveu se estabelecer aqui. No chão, algumas pétalas de rosas. Nas paredes, muita cor, conforme a tradição.

Logo que sentamos recebemos um chá de boas-vindas. Nós nos apaixonamos mais pela louça do que pelo sabor do chá propriamente dito.

Fizemos nosso pedido do calendário especial para o dia das mães. A Laura e a Nanda escolheram uma porção de momos com molho de queijo gorgonzola de entrada. Eu e o Jef pedimos batata frita, já que a Duda estava morrendo de fome. Para beber, a Nanda e o Jef experimentaram o drink de framboesa com rosas. Acabamos experimentando e nunca achei que fosse achar uma bebida com flor tão deliciosa (além de bonita).

Hora do prato principal. Eu e o Jef escolhemos filé ao molho de vinho com uma porção de arroz com açafrão e batatas picantes com ervas. O filé veio ao ponto e o molho tinha sabor acentuado de vinho, mas sem exagero. As batatas tinham uma leve ardência, mas até a Duda gostou de comê-las.

Ficamos sem fotos do nosso prato de tanta fome que estávamos. As gurias escolheram frango com molho de laranja, passas e damasco, acompanhado com as mesmas batatas e arroz de manteiga.

As porções eram muito bem servidas e ficamos todos satisfeitos. Acabamos nem experimentando as sobremesas que pareciam ser muito deliciosas. Como diz minha irmã, temos motivo para voltar. Ah! Ainda tem uma lojinha do lado para quem quiser comprar itens tibetanos ou até mesmo o charmoso conjunto de chá com que nos serviram a bebida de boas-vindas.

Nosso almoço foi uma grata surpresa, já que o ambiente além de simples era cuidadosamente decorado e limpo e a comida era muito boa. Pagamos um preço honesto (cerca de R$30 por pessoa) e saímos com uma ótima impressão. Quem quiser conhecer um pouco mais do restaurante pode clicar aqui. Como nos perdemos para chegar, a dica é ir pela estrada de Taquara. Para quem sobe, o restaurante fica à esquerda.

Restaurante Tashi Ling

RS 020, Parada 170, Bairro Figueira

Três Coroas (RS)

Telefone: (51) 9678-3184

(Crédito das fotos: Juliana Winge e Laura Fraga)

Anúncios