Calma, gente. Eu não errei de blog. O título é esse mesmo. Já que deixei muitas mamães e papais órfãos do meu blog por um tempo, resolvi voltar com o assunto filhos. Em se tratando de crianças, depois que se vira mãe, a vida passa a ser uma sucessão de primeiras vezes. Algumas atrapalhadas, outras não. Pois bem, semana passada eu e a Duda tivemos nossa primeira vez no quesito “recebendo amigas em casa”. Sim, meu bebê já traz amigas pra brincar aqui… Então, vou compartilhar com vocês algumas experiências para que não vire um momento paranóico e confuso.

A primeira dica é conhecer um pouco o estilo do amigo do seu filho que irá frequentar a sua casa. Eu já conhecia a Laura e sabia que ela e a Duda juntas são capazes de coisas que nossa imaginação não conseguiria pensar. Começamos pela amiga mais agitada, sobrevivendo à ela, sobrevivo às outras. Combinei com a mãe da Laura que eu buscava as duas na escola e viríamos aqui para casa. Duas horas depois, a mãe dela a buscaria.

Dica 1: se a visita for depois da escola, normalmente as crianças costumam comer alguma coisa. Em dupla, dificilmente elas comeriam comida sentadas e ordenadamente. Torrada – ou misto quente, como quiserem – é a melhor opção. Qualquer coisa que seja prática e permita que você fique de olho nas crianças enquanto prepara é uma boa. Se você conseguir deixar as torradas prontas antes e na hora só colocar para torrar, melhor.

Dica 2: Brincadeiras que mantenham as crianças envolvidas por um certo tempo são melhores. Eu me saí bem sugerindo que elas organizassem uma festinha de aniversário para as bonecas – se você tem meninos, não sei o que sugerir aqui. Enquanto elas organizavam tudo, a decoração da casa ficou intacta e no lugar. Depois, sugeri fazer uma exposição de quebra-cabeças – meninos também gostam. O bom é dar uma olhada eventulamente se elas não precisam de ajuda, porque se trancarem podem perder a paciência e querer trocar de brincadeira.

Dica 3: o que não pode normalmente, segue não podendo. Em duplas as crianças costumam ganhar força e coragem para desafiar as regras e passar dos limites pré-estabelecidos. Seja firme e fale que isso não pode. Pedir para o filho explicar ao amigo as regras também é uma boa escolha.

Dica 4: jamais deixe as crinaças sozinhas so você não tem tela de proteção nas janelas ou em ambientes em que as portas tenham chaves. Se uma tem que ir no banhiero, que tal sugerir que as duas façam xixi pra ver qual fez mais barulho? Funcionou por aqui…

Dica 5: relaxe. A casa pode ficar um pouco bagunçada, mas se o filho está curtindo, é isso que importa. Pedi para as meninas recolherem as coisas do aniversário das bonecas enquanto eu buscava os quebra-cabeças e elas guardaram tudo direitinho. Uma boa negociação sempre é a melhor saída.

Quando a mãe da Laura chegou aqui, me senti a pessoa mais responsável do mundo por entregar a filha dela inteira, alimentada, com xixi feito – e não foi nas calças! – e cansada depois das brincadeiras. Ninguém se machucou nem precisamos nos estressar. Epic win! Hehehehehehe Quem tem filhos entende do que eu estou falando…

Anúncios