Quando alguém recebe um convite para um chá de fraldas a primeira coisa que pensa é “o que eu vou levar?” Se a pessoa ainda não teve, filhos, sobrinhos ou alguma amiga próxima que tenha virado mamãe, a tarefa se torna um pouco mais complicada do que na verdade é. Como tenho amigas grávidas e que viraram mães recentemente, pensei em fazer este post com dicas de presentes realmente úteis para o chá de bebê. Fuja das ciladas, preferindo o óbvio – mas não por isso menos útil.

O que dar?

Fraldas: Sim, este é o MELHOR presente que uma futura mamãe pode ganhar. Certamente ele será usado e vai reduzir um pouco os enormes custos que a chegada de uma criança traz para a família. Minha dica é fugir das fraldas para recém nascidos que são muito pequenas, com a vida útil é muito curta, e optar pelo tamanho M. Pode ser que o bebê demore a usá-lo, mas certamente vai usá-lo. Se a criança nascer grande, a fralda M entra em ação ainda mais cedo. Se querem uma dica adicional minha, gosto muito das fraldas Turma da Mônica. A qualidade é boa, com um preço acessível e foi a que melhor nos adaptamos, além de ter variedades como revestimento respirável.

Lenços umedecidos: Segundo melhor presente para uma mamãe. Porém, este produto esconde uma armadilha: aquelas embalagens enormes estilo balde que dão a impressão de ser muito mais em conta (financeiramente falando). Na verdade a qualidade desses lenços de pote é menor do que aqueles vendidos em embalagens pequenas, o que faz com que a gente use mais quantidade na hora da limpeza. É o típico “o barato sai caro”. Não que saia caro, mas a economia não é bem a que parece. Outro ponto negativo é que eles ressecam muito mais fácil, já que a embalagem é enorme e a qualidade dos lencinhos é menor. Minha dica: Turma da Mônica (esse não é um post patrocinado), Pampers ou Johnson’s Baby. Além de limpar o bumbum ele também pode ser utilizado para a higiene de mãos e rostinho. Utilidade garantida.

Absorvente de seios: Se a sua ideia é presentear a futura mamãe com algo, já que o bebê vai ganhar muita coisa, essa é uma excelente escolha. Como eu disse no outro post, eu usei muito esses absorventes e a mamãe que trabalha fora certamente vai usar também. Eu usei os da Nuk, Panvel e York. Não notei muita diferença entre eles, então recomendo todos.

Produtos de higiene: Eu disse que o óbvio é útil e aqui não é diferente. A futura mamãe vai usar muito sabonete especial para o bebê, shampoo, cotonete, algodão… Uma coisa que é legal, é dar aquelas versões de shampoo “da cabeça aos pés”, que serve justamente para recém nascidos já que a maioria tem pouco cabelo. A dica é cuidar para ver se na embalagem está escrito que não irrita os olhos. Evite dar perfumes e hidratantes, já que a pele dos bebês é muito sensível e dificilmente os pais gostam de passar esses produtos nos filhos pequenos. Talco em pó também não é muito recomendado por médicos, já que entope os poros.

Creme para assaduras: O bom e velho Hipoglós tem lugar garantido na bolsa de todas as mães. A cada troca de fraldas a maioria das mães gosta de retocar a proteção (eu usei pouco, mas sou excessão, já que desenvolvi uma técnica que depois compartilho com vocês). O Hipoglós tem várias apresentações e formulações, mas não tem muita diferença entre si. Também sou fã do Bepantol, que é mais fino e menos grudento.

Toalha com capuz: Aqui vale a regra “o seguro morreu de velho”. Com bebê nunca se sabe se a toalha não vai se sujar com algum cocô fora de hora ou regurgitada. Então é sempre bom ter mais de uma toalha de banho em casa. Quando vai para a piscina o bebê também usa, então não se preocupe de estar dando um presente repetido. Veja se o tecido é macio e se tiver a “toalha de fralda” por dentro melhor ainda que agiliza a absorção da água na hora de secar o bebê.

Fralda para piscina: Essa foi uma das melhores invenções das empresas de produtos para bebês depois das fraldas descartáveis. Quem já passou pela constrangedora situação de ver o filho fazendo o que não deve na piscina do clube sabe o quão salvadora essa fralda pode ser. O nome é uma graça: Little Swimmers. E ela vem estampadas nas versões Nemo e Ursinho Pooh, o que dispensa o uso do biquíni/sunga.

Potes para armazenar leite materno: Aqui fala uma pessoa que usou muito pode de iogurte (os com tampa e plástico resistente, gente!): isso é uma boa! Muitas marcas como a Lillo e a Nuk tem os recipientes específicos para esta finalidade e podem ser encontrados em farmácias ou em supermercados. Se a mãe trabalha fora, mais um motivo para dar os potinhos, já que ela pode tirar o leite e guardar para dar ao filho em outro momento. Quem amamentou sabe como incomoda um peito cheio de leite sem uma criança para esvaziar.

Evite

Roupas: uma das coisas que a gente mais ganha é roupa de bebê, ainda mais se fizer aniversário quando está grávida. Lógico que se você se apaixonou por uma roupinha e quiser presentear não é proibido, mas tente pensar na questão tamanho. As roupinhas para recém nascido tem uma vida útil de cerca de um mês, então nem adianta comprar, pois os pais já devem ter em quantidade suficiente. Roupa muito cheia de detalhes também não é recomendável para crianças pequenas, já que TUDO vai parar na boca ou pode incomodar. Saia jeans por mais graciosa que seja a miniatura é algo que um bebê de até 6 meses dificilmente usará. O bom e velho tip top são os mais recomendados.

Sapatos: Eu sei que os mini sapatos são a coisa mais linda do mundo, mas você já viu um bebê de sapato? Se a mãe coloca, ele dura muito pouco. Além do mais, o pé cresce muito rápido, como todo o resto. O mais útil então são meias bonitinhas e com anti derrapante embaixo para quando o baby começa a se movimentar sozinho. Tem um modelo de meia que tem um solado todo emborrachado, bem macio que vende na Puket e vi também na Riachuelo, que é perfeito, já que é uma mistura de sapato com meia.

Luvas: Aqueles kits clássicos de sapatinho, luva e gorrinho são bonitinhos, mas não me lembro de uma vez que usei uma luva na Duda em seu primeiro ano. E olha que o inverno aqui do sul é rigoroso. Bebês tendem a levar tudo para a boca e colocar a luva na boca não é uma sensação muito agradável. Outro fator contra as luvas é que os bebês gostam de explorar o mundo ao seu redor e o sentido do tato é um dos que eles mais utilizam para ir conhecendo o mundo. A luva só atrapalha a exploração dos pequenos.

Brinquedos: Nenhum bebê pequeno brinca com nada. O que eles fazem é basicamente comer e dormir. Então, os pais vão ter que guardar em algum lugar e por um bom tempo todos os brinquedos ganhos, o que ocupa espaço. Gente, sou mãe e aprendi a ser prática! Não vão faltar oportunidades para presentear a criança com brinquedos: Natal, Dia das Crianças, Aniversário, Páscoa… Então o melhor é escolher alguma coisa da listinha de coisas úteis que coloquei ali em cima. Se você fizer muita questão de dar alguma coisa, opte pelos brinquedos educativos e estimulantes, com texturas diferentes, sons, raciocínio. Ou então livrinhos com desenhos bem coloridos e histórias que podem ser lidas na hora de dormir pela mamãe. Outra opção são brinquedinhos e livros para a hora do banho.

Espero que tenha conseguido ajudar um pouquinho quem vai presentear uma futura mamãe. Quem tiver dúvidas, pode escrever para mim no email nomundodejuliana@gmail.com ou deixar um comentário aqui embaixo que eu entro em contato. Mamães, podem indicar o post para seus convidados do chá! 😉

Anúncios